• Atendimento:
  • (31) 3911-2080
  • (31) 99392-0046

ULTRASSOM OBSTÉTRICO: você sabe a diferença entre eles?

1 de agosto de 2019

O ultrassom obstétrico atualmente é uma das ferramentas mais importantes para avaliar o bem estar do bebê em cada fase da gestação. Além disso, é sempre uma oportunidade para a família se emocionar. Em cada período da gravidez é feito um estudo diferente. Você sabe qual a diferença de cada um? Não? Então vamos lá, que nós vamos te explicar😉!
📌Obstétrico 1º trimestre: permite calcular quantas semanas de gestação, visualizar se é apenas um bebê ou mais e se a gestação está indo bem dentro das primeiras semanas.
📌Obstétrico com Translucência nucal (TN): avaliar a anatomia do bebê e o risco de síndromes. O melhor período para realizar esse exame é de 11 a 13 semanas e 06 dias.
📌Obstétrico simples: possibilita calcular o peso, tamanho e o desenvolvimento fetal.
📌Obstétrico com doppler: melhor exame para avaliar o bem estar do bebê e da mãe. É o único exame que consegue ter mais precisão para avaliar se a gestação está evoluindo bem, se há riscos de pré-eclâmpsia e pode ser realizado em todo o período gestacional.
📌Obstétrico morfológico: o ideal para fazer esse exame é de 23 a 26 semanas pois, o bebê já está maiorzinho e permite avaliar todas as estruturas em seus mínimos detalhes, principalmente o coraçãozinho❤.
📌Obstétrico 4D: é uma ultrassonografia que permite ver os o rostinho, pezinhos, mãozinhas do bebê mais próximo do real. Além disso, é uma forma de diagnóstico de última geração que permite uma avaliação mais clara de detalhes que o médico e a família queira ver. Para realizar este exame o ideal é entre 28 a 32 semanas de gestação. 📌Obstétrico com perfil biofísico fetal (PBF): também pode ser realizado ao longo da gestação a partir de 20 semanas. Ele é apropriado para medir a quantidade de líquido amniótico (é um líquido que envolve o feto – a conhecida “bolsa”).Os ultrassons obstétricos são um importante aliado no pré-natal. Consulte seu obstetra e sigas as orientações.